quinta-feira, 10 de julho de 2014

Verdades Arquivadas

Há muita coisa estranha neste mundo, coisas que por vezes não aparentam ter explicação. Excetuando a psique humana, o inexplicado é algo distante, tendo sempre novos, e antigos, relatos sendo divulgados, mas nunca comprovados pelo atual sistema de poder da humanidade, a ciência. Principalmente por tais relatos serem constantemente desacreditados por renomados cientistas, cujas experiências já comprovaram teorias que não merecem mais ser discutidas... O curioso é que a paranormalidade é estudada por pequenos grupos de cientistas desconhecidos, e mesmo quando há testes eficazes em que os resultados superam o limite do esperado, o acaso, os céticos não aceitam, pensando que aquilo é fonte do inexplicável, ou seja, algo que não existe. Ridicularizam sem ao menos conhecer os estudos, desmotivando ainda mais os que atuam no seguimento e os que poderiam atuar. Motivo pelo qual essa área ainda é muito pequena e pouco eficaz.

Essa "ciência do sobrenatural", se somada a certas conspirações, estará bem próxima do que Arquivo X quis retratar.

DeviantArt
O seriado estadunidense Arquivo X possui como trama principal a busca do agente especial Fox Mulder por verdades. Ele procura por explicações e provas sobre alienígenas e outras criaturas que encontra pelo caminho, pois Fox quer saber a relação entre o místico e sua família. O motivo pelo qual foi acometido por perdas e dores. Então, costuma ter a mente aberta para conseguir entender melhor o mundo em que vive, podendo, assim, encontrar respostas para os mistérios que lhe atormentam.

"Quando a sabedoria convencional e a ciência não nos oferecem respostas, não deveríamos finalmente nos voltar ao fantástico como uma opção plausível?" - Fox Mulder

Mas normalmente adultos não pensam assim. Não por causa de "ser grande demais para isso", ou outras desculpas esfarrapadas. É apenas o medo do desconhecido que têm, o medo de que coisas que não consigamos entender, nem controlar, exista de fato. Como disse Les Martin no final da novelização do episódio Quando Cai a Noite: "É sempre o mesmo comportamento das pessoas[...]. Não admitem ao menos considerar as perguntas cujas respostas são perturbadoras. Não gostam de pensar no impensável."

Dana Scully, a agente parceira de Fox, tenta racionalizar tudo que encontra com seu parceiro a partir da ciência da época, forçando, por vezes, uma explicação para algo ainda inexplicado. Com isso, consegue controlar um pouco a crença desmedida de Mulder, deixando as investigações o mais próximo da realidade possível.
DeviantArt
O programa relata historias fictícias baseadas em histórias supostamente verídicas, pois vários pesquisadores já conseguiram relatos de pessoas do governo sobre esse encobrimento. E creio na possibilidade de que foi permitida a exibição do programa apenas para fazerem os telespectadores pensarem que o governo libera a informação por ser falsa e estar contida em um seriado de ficção cientifica. Porque, como dizem, a melhor maneira de enganar as pessoas é contando-lhes a verdade.

Quem segue fielmente alguém, ou algo, sem questionar nada, é apenas mais uma marionete em suas mãos. O governo costuma dispor disso para controlar as pessoas mais inocentes e que carecem de discernimento para com a política. Assim, podem divulgar várias mentiras porque precisam inserir uma verdade na mídia. Arquivo X mostrou os dois lados da moeda, tendo Fox Mulder como o "orelha": uma conspiração do governo tentando desacreditar o povo sobre algo aparentemente fantasioso e tentaram iludibriá-lo com essa concepção para camuflar fatos que poderiam incitar uma verdadeira indignação da população sobre seus governantes.

Nisso, se houver tempo para pensar e raciocinar, cada indivíduo tem o direito de acreditar naquilo que mais lhe convém.

"Eu quero acreditar" é uma afirmação tão humana que expressa aquilo que nos é incumbido desde o nascimento, a força da incerteza com o poder do desejo de que algo seja mais do que simplesmente aparenta ser. "Eu quero acreditar" é o que nós aprendemos com nossos pais, por meio de religiões ou pela cultura popular, de que nosso mundo possa ser mais do que parece, de que possa albergar incompressíveis e fantásticas criaturas e esperanças, cuja somente nossa imaginação pode criar, até que nos prove o contrário.

Por isso, a fé no desconhecido perdurará até o limiar de nossas mentes, sendo possibilitada a certeza somente quando a mágica da ciência o revelar. Mas talvez seja apenas eu querendo acreditar nisso.
Jânio Garcia
"Tudo em excesso é nocivo, pois se você acredita cegamente em alguma coisa, você sufoca o próprio senso crítico, por outro lado, se tudo para você requer uma comprovação científica, isso por sua vez acaba neutralizando sua criatividade, seu sonho ou ideal, afinal de contas, pautar a sua vida e as coisas somente em coisas que hoje é possível é sinônimo de limitação." - Adriano Saadeh

Leitura Recomendada
Paranormalidade existe?
O Parapsicólogo: Duvidar para crer
Mundo paranormal
Não estamos mais sozinhos
Há 20 Anos a Verdade Está Lá Fora
Outras Recomendações
Papo com o Machado - Conspirações
Cinecast - Zeitgeist

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.